Blogroll

Blogger news

Blogger templates

Blogger templates

Tecnologia do Blogger.

Nav2 (Do not Edit Here)

Nav1 (Do not Edit Here)

Slider(Do Not Edit Here!)

Por dentro da série – Lúcifer

Por dentro da série – Lúcifer
Autor: Nich Calixto 
Bonum mane, ius omnibus?
Desculpem, me empolguei com a série de hoje e sai falando Latim. Vamos começar mais uma vez...
Fala galera, tudo certo?
Agora sim! Não se assustem com o nome, essa série é só amor.  s2

Lucifer é uma mistura perfeita de drama, mistério e uma pitada de comédia.
A série se desenvolve ao redor de Lúcifer Morningstar, quem está entediado e infeliz como o Senhor do Inferno. Ele renuncia seu trono e abandona seu reinado para tirar férias em Los Angeles, onde dá início a uma casa noturna com a ajuda de sua aliada demoníaca chamada Mazikeen. Depois que uma celebridade a quem Lúcifer ajudou a alcançar a fama é assassinada, ele se envolve com a polícia de Los Angeles e começa a ajudar a Detetive Chloe Decker a resolver casos de homicídio e encontrar os responsáveis para que possa "puní-los", além disso Lúcifer começa a fazer terapia com uma psicóloga que conheceu durante a resolução do primeiro caso que foi consultor.

O grande problema é que ao deixar o inferno, Lúcifer começa a criar sentimentos humanos e isso começa a preocupar seu Pai que manda um irmão de Lúcifer, Amenadiel, para a Terra tentar convencer o Rei do Inferno a voltar para seu posto.
Ao decorrer da série, a história de Lúcifer é revelada junto com mais mistérios do seu passado.

Em maio de 2015, o site One Million Moms da AFA (American Family Association), lançou uma petição para que a série da Fox fosse interrompida. Segundo depoimentos das mães, a série “descaracteriza” Satanás e “zomba da Bíblia”. Mais ou menos um mês depois, Neil Gaiman (o criador do personagem) usou o Tumblr para responder à petição:
Ah. Parece que foi ontem (mas era 1991) que as ‘Mães Preocupadas da América’ anunciaram que estavam boicotando Sandman porque continha personagens lésbicas, gays, bissexuais e trans. Foi Wanda quem mais as irritou: a idéia de uma mulher trans em uma história em quadrinhos... Elas nos disseram que estavam organizando um boicote contra Sandman e que só parariam se nós escrevêssemos para a American Family Associatione prometendo reformular a história. Eu me pergunto se elas notaram que isso não funcionou da última vez..." 

Apesar das ações da AFA, a série foi renovada pela Fox e já está sendo transmitida mais uma sensacional temporada de Lúcifer.

Não discordo que seja um detalhe polêmico, mas todas as obras são interpretadas de diferentes maneiras por seus leitores. Ao assistir a série, podemos perceber a releitura de uma obra, isto é, o diferente entendimento do criador da série.
Por diversas vezes, o personagem Lúcifer Morningstar se reafirma dizendo que ele não é mau, ele tem que punir aqueles que merecem a punição.

A série teve recepção mista por parte das críticas especializadas. No Rotten Tomatoes (site especializado em resumos/críticas de séries, filmes, etc.), Lúcifer recebeu classificação média de 5.2/10. Já no IMDB (Internet Movie Database), reservado para a avaliação do público, a série obteve uma nota de 8.4/10 com base em 38.165 avaliações.

Ficha Técnica

Status: Em Andamento (Atualmente está sendo transmitida a 2ª temporada)
Temporadas: 2
Exibição: Fox (EUA)

Apesar de todos os problemas, Lúcifer é uma série que me prendeu desde o primeiro episódio e essa tem o selo de platina de recomendação!
Até a próxima e bonum diem habeas.

Autor: Nich Calixto 



Compartilhar no Google+
    Deixe seu Comentário
    Comentários Blogger

0 comentarios:

Postar um comentário