Blogroll

Blogger news

Blogger templates

Blogger templates

Tecnologia do Blogger.

Nav2 (Do not Edit Here)

Nav1 (Do not Edit Here)

Slider(Do Not Edit Here!)

Tudo sobre a série How I Met Your Mother (dividido em com e sem spoilers)

Autor: Brunno Quaresma
Demorou, mas chegou!
Adiei um pouco pra fazer esse post, pois eu não queria fazer qualquer coisinha, levando em conta que é uma série grande (de 9 temporadas) que eu adorei e como eu não sou muito de me prender a série, essa conseguiu "fazer milagre" em me prender e me apaixonar.
Mesmo eu tendo me decepcionado um pouco com o final, mas não vou deixar de amar esse série incrível por causa de uma porcentagem final.

Eu construí o post de duas formas: uma primeira parte SEM SPOILERS e uma segunda parte COM SPOILERS. Portanto, preste atenção caso você não queira ler spoilers.
Mas relaxa, eu fiz um Índice aqui para dar uma facilitada.
Como o post é grande também, caso você queria ler só uma coisa ou outra, usa o atalho CTRL + F para abrir a barra de pesquisa e digita o "capítulo" que você gostaria de dar uma lida.

Enfim, espero que gostem do post! Abraços Infinitos!!!





--- Índice de Títulos ---

--- CONTEÚDO SEM SPOILERS ---
Sinopse Geral da Série
Personagens Principais
TED MOSBY
MARSHALL ERIKSEN
LILY AUDRIN
BARNEY STINSON
ROBIN SCHERBATSKY
Análise Crítica de How I Met Your Mother

--- CONTEÚDO COM SPOILERS ---

Evolução dos Personagens ao Longo da Série

A Última Personagem Principal - THE MOTHER
O Polêmico Final de How I Met Your Mother
O Final Alternativo de How I Met Your Mother


---------------------------------------------------------------------------------------------------------

CONTEÚDO SEM SPOILERS



Sinopse Geral da Série


A série gira em torno da vida do personagem principal, o arquiteto Ted Mosby. Ele, em 2030, conta sua história de vida a seu casal de filhos em sua jornada para encontrar seu amor e como conheceu a mãe deles (por isso o nome da série How I Met Your Mother / Como Eu Conheci Sua Mãe) e isso definitivamente inclui suas aventuras no passado ao lado de seus amigos.

Tudo começa então em 2005, quando Ted tinha 27 anos, quando seu melhor amigo Marshall, estudante de advocacia, anuncia seu noivado com sua namorada Lily, professora de jardim de infância. Com isso, Ted percebe que precisa agir para que não fique sozinho e inicie sua grande jornada em busca do verdadeiro amor.
Além dos amigos Marshall e Lily, tem o icônico e lendário Barney que o apoia totalmente a conhecer novas mulheres solteiras (desde que seja apenas para uma noite sem compromisso!).
Ted conhece Robin e se apaixona, acredita ser amor à primeira vista. E após alguns acontecimentos ela acaba integrando o grupo de amigos.


Personagens Principais


TED MOSBY
(Ator: Josh Radnor)

Ted fez faculdade com Marshall e eram roomates (colegas de quarto). Enquanto Ted se formou em Arquitetura, Marshall fez Direito. Na faculdade mesmo os dois conheceram Lily.
Ted é um completo idealista (quer prova maior que a sua jornada de anos em busca de um amor?), um sonhador, um romântico, pois realmente acredita no amor. Além disso ele tem outras características que fazem eu acabar me identificando muito com ele, como um senso de humor "inteligente", embora às vezes retardado e geralmente pouco compreendido e também mania de corrigir escrita e pronúncia alheia, características que eu particularmente me identifico, embora eu tenha diminuído a frequência de corrigir as pessoas em prol de evitar perder amizades hahaha.



MARSHALL ERIKSEN
(Ator: Jason Segel)

Marshall é um fiel amigo, uma das coisas que mais curto na série é a bonita amizade entre Ted e Marshall.
Ele se tornou um Advogado e sempre teve o sonho de trabalhar em uma empresa que ajudasse a salvar o mundo (como coisas do tipo: acabar com a poluição, lixo, aquecimento global, descongelamentos, desmatamento).
Marshall nasceu em St. Cloud, uma cidadezinha de Minnesota e existem episódios que ele visita sua família ou que sua família o visita. Sua família é conhecida pelos filhos grandes e mesmo ele sendo bem alto, é o mais baixo dos irmãos.
O amor entre Marshall e Lily é muito bonito, do tipo que todos percebem que foram mesmo feitos um para o outro. Lily foi o primeiro amor de Marshal, primeira garota, primeiro beijo, primeiro tudo, haha.
Marshall tem seus momentos de razão, sabedoria, diversão, apaixonado, mas uma característica bem marcante é sua infantilidade que é sempre bem divertida, engraçada, como um verdadeiro bebezão, incluindo bastante superstições, crenças em aliens e medos de fantasmas e criaturas sobrenaturais.


LILY ALDRIN
(Atriz: Alyson Hannigan)

Lily é uma personagem muito apaixonante. Ela consegue agradar e convencer mesmo tendo muitos momentos fofos, carinhosos, apaixonados, atrapalhados e também momentos de atitude, fúria, certa agressividade e aquela tal camaradagem e companheirismo com seu grupo de amigos, além dela ser em muitos momentos o "macho alpha" da relação com Marshall hahaha.
Existem bons momentos de conversa, ajuda e conselhos entre Ted e Lily e eu gosto desses momentos também, acabam parecendo bons irmãos.
Diferente de Marshall, Lily não teve seus primeiros caso amorosos com Marshall, mas com ele, ela encontrou o seu amor de verdade.
Lily trabalha como professora de jardim de infância cuidando de um grupo de crianças (algumas, inclusive, pestinhas haha).





BARNEY STINSON
(Ator: Neil Patrick Harris)

Barney é o personagem mais caricato. Ele possui várias características e atitudes que o tornam memorável e único. Posso citar, por exemplo, o fato dele estar sempre vestido de terno e gravata (e não pode ser qualquer terno e gravata! Ele tem um alfaiate pessoal que cuida disso e sempre com marcas de qualidade) possuindo um verdadeiro amor por todo o seu vestuário (ele literalmente sofre se sujar ou perder um terno, como se fosse uma "vida" haha).

Mas Barney se destaca mesmo é pela sua característica principal: o grande conquistador de mulheres... para sexo sem compromisso de uma noite só! Sim! O grande mulherengo. Apesar de no início você "não dar nada" por esse louco, depois você começa a ver que ele realmente consegue o que quer, com dezenas de cantadas inimagináveis e absurdas ao longo da série que rendem ótimas histórias e, claro, ótimas risadas.
Falar de Barney e suas características marcantes e únicas é também falar do "Código Bro", uma espécie de livro sagrado/manual/bíblia dos "Bros", que são, de forma resumida, os caras parceiros que se ajudam a conseguir mulheres e se ajudam na vida como camaradas. Barney e Ted são "bros".

Também é engraçado Barney sempre considerar Ted seu melhor amigo e considerar que Ted considera o mesmo por ele, embora Ted sempre diga "meu melhor amigo é o Marshall" e Barney sempre desconversa, desacredita ou fica com ciúmes, hahaha.

Ninguém sabe o que Barney faz exatamente na empresa onde trabalha e esse é um dos grandes mistérios da série também e que é revelado no final. 

Barney tem um irmão negro e gay e não conhece seu pai.

Apesar de tantas coisas legais e marcantes sobre Barney, ainda tem muito mais.
E outra coisa interessante é que apesar de talvez aparentemente fútil e um simples personagem cômico, ao ver a série você começa a notar que ele na verdade é um personagem mais complexo do que se imaginava, quando conhecemos seu passado e seus pensamentos.



Alguns dos livros que foram lançados de verdade baseados nos livros de Barney da série. Esses dois aqui eu peguei emprestado com um amigo e fotografei aqui para o blog. São bem divertidos e engraçados de se ler para quem acompanhou a série e curtiu o Barney.




ROBIN SCHERBATSKY
(Atriz: Cobie Smulders)

Robin é uma Jornalista. Ela nasceu no Canadá.
No início da série, 2005, ela é uma âncora do telejornal do canal MetroNews 1, um telejornal "mais ou menos" e que tem o desejo de se promover profissionalmente, tomando isso como prioridade em sua vida.
Ted a conhece e acredita ter sido amor à primeira vista. Depois de alguns acontecimentos Robin acaba integrando ao grupo principal.
Robin apesar de uma linda mulher, possui em muitos momentos atitudes genuinamente masculinas (muitas vezes até mais que dos rapazes do grupo) e isso é explicado mais tarde em seu background (seu passado). Ela é bastante zoada pela galera do grupo pelo fato de ser canadense, pois existe muito isso entre Estados Unidos e Canadá (maaaaais ou menos como aqui, aquelas piadinhas Brasil e Argentina ou Brasil e Portugal), então isso rende muitas piadas sobre Robin e Canadá vindas da galera do grupo.












Análise Crítica de How I Met Your Mother

A história da busca de Ted pelo seu verdadeiro amor começa em 2005 e é narrada pelo Ted do Futuro para seus filhos em 2030.
Esse estilo de narração é bem interessante e permite situações que só esse estilo poderia, por exemplo quando o narrador Ted do Futuro fala coisas como "Marshall pulou do terceiro andar de seu prédio, bem, pelo menos foi assim que ele contou"  e vemos Marshall fazer isso sem qualquer dificuldade e ficando ileso ou quando Ted fala algo como "Bom, a Tia Robin jura que foi assim que aconteceu" e Robin dá um mortal com uma bicicleta de criança passando em cima de alguns carros.

Os roteiristas realmente mandam muito bem ao "brincarem" com esse jogo de futuro, passado e desenrolar dos fatos, desde os simples comentários do Ted do Futuro como "Vocês vão entender o porquê disso mais pra frente" a episódios como o episódio 7x15 The Burning Beekeeper (O Apicultor em Chamas) sobre a festa de inauguração da nova casa de Marshall e Lily em que é contada por partes: os acontecimentos da sala de estar, os acontecimentos da sala de jantar, os acontecimentos da cozinha, os acontecimentos do quarto e, por fim, tudo se junta como um quebra-cabeça para o desfecho. É genial.
Ou também nomes de pessoas que o narrador já não lembrava mais por ter sido algo menos relevante de anos antes e então vemos todos os personagens tratando a pessoa por algum certo "apelido", por exemplo, ele dizia algo como "Bem, eu não lembro exatamente o nome dela, mas vamos tratá-la aqui como Fulana" aí vemos a própria moça se apresentando como Fulana. É hilário.

As temporadas costumam terminar com uma grande reviravolta na vida de um ou de todos os personagens, deixando a curiosidade para a próxima.
A evolução dos fatos e dos personagens é muito boa, principalmente nas primeiras temporadas e na última.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------

Acima foi feita uma apresentação geral da Série e dos Personagens Principais e uma Análise Crítica, sem spoilers, de uma forma que tenta despertar o interesse de quem lê para assistir à série e desfrutar de suas emoções e evoluções dos fatos e dos personagens com surpresas.  

Abaixo começo a entrar em descrições sem preocupações com evitar esse tipo de coisa.


CONTEÚDO COM SPOILERS




EVOLUÇÃO DOS PERSONAGENS
AO LONGO DA SÉRIE


Ted vai de um arquiteto comum, passando por chefe coordenador de projeto após ter conseguido aproveitar uma oportunidade única, professor de universidade a projetista da nova sede do Goliath National Bank e arquiteto mais novo de New York a projetar um arranha-céu.
Na parte amorosa, passa por diversos casos e namoros, mesmo amadurecendo um pouco em alguns sentidos ele continua firme em seu ideal de encontrar seu amor e construir sua família, portanto sua maior evolução pessoal é quando, de fato, conhece "A Mãe" (The Mother) e se finalmente se casa.

Marshall vai de um advogado recém-formado, passando por advogado no Goliath National Bank, advogado em uma empresa que luta por salvar o planeta a ser aceito para se tornar um Juiz.

Robin vai de uma âncora de um telejornal pouco assistido, passando por apresentadora de telejornal no Japão, apresentadora do telejornal pouco assistido até, por fim, conseguir se tornar uma grande e reconhecida apresentadora de um grande telejornal.
Robin tem um passado pessoal também, pois seu pai era muito rigoroso e queria um filho homem, portanto acabava a tratando como homem e exigindo essa postura que, apesar de a deixar chateada em muitos momentos, ela sempre quis a aprovação do pai, mesmo quando adulta.
Em sua juventude Robin se tornou Robin Sparkles, uma cantora juvenil famosa no Canadá, fez alguns videoclipes musicais que rendeu diversos episódios hilários do grupo de amigos de New York rindo de Robin por aquele passado.

Barney apesar de não ter mudanças de nível profissional, mas tem mudanças de comportamento, pois conta que seu passado era simples, ele era um hippie e romântico que teve uma grande desilusão amorosa e se tornou o famoso Barney Stinson mulherengo. Sua situação de ausência paterna também é algo interessante sobre Barney, mesmo em contextos cômicos, percebe-se uma carência dele nesse sentido.

Lily demora a apresentar uma evolução profissional de fato, apesar de mostrar desde o início que ela queria trabalhar com arte e uma das temporadas iniciais tem um grande drama que envolve ela abandonar Marshall e ir para uma escola de artes que foi aceita, Lily na verdade evolui mesmo nesse sentido mais para o final da série quando é convidada e aceita pelo Capitão para ser sua assistente pessoal de arte.
Lily tem um drama pessoal com seu pai que ela não gosta, pois diz que ele nunca ligou para ela e só se preocupava com sua profissão que é criar jogos de tabuleiro infantis.


A Última Personagem Principal - THE MOTHER

Tracy Mosby (Tracy McConnell)
(Atriz: Cristin Milioti)

Tracy é "A Mãe" (The Mother) da qual a série leva o título, a mãe do casal de filhos do Ted Mosby e que ele inicia a série em 2030 contando aos filhos sua jornada desde 2005 em busca do seu amor até chegar em como conheceu a mãe deles.
Tracy foi baixista e vocalista de uma banda chamada Superfreakonomics que tocava por New York, estudou Economia na Columbia University e seu grupo de amigos era formado por Cindy, Kelly e Louis (seu ex-namorado).

Ela, mesmo depois da oito temporadas inteiras sem ter sua aparência revelada (na verdade ela aparece no último momento do último episódio da oitava temporada), apenas algumas referências e dicas sobre ela e, portanto, uma grande pressão sobre a personagem, conseguiu agradar e cumprir, créditos aos roteiristas mais uma vez e, claro, à atriz Cristin Milioti.

Com seu jeito que encaixa perfeitamente com o de Ted, é mais um casal que claramente notamos que foram mesmo feitos um para o outro e vemos um Ted, finalmente depois de tantos anos de procura, extremamente feliz e satisfeito, pois ela é claramente tudo que ele sempre sonhou e Tracy, mesmo depois de uma grande perda de seu antigo grande amor que havia falecido e depois de não ter conseguido aceitar o pedido de noivado de um posterior namorado, ela se apaixonou de verdade por Ted, se casaram e tiveram dois filhos.

Ao longo da série, Ted do Futuro dá referências de como a conheceu e a principal delas é o famoso "Guarda-Chuva Amarelo" que Ted encontrou no final de um episódio.
Ted do Futuro também diz que ela estava na mesma sala em que ele estava dando aula de Introdução à Arquitetura, mas na verdade era uma classe de Economia e ele tinha entrado na sala errada.
Ted também saiu com Cindy, a roomate (colega de quarto) de Tracy, mas Cindy o dispensou quando ele estava no quarto dela e, dentre tantas coisas, ele escolheu 3 coisas ali no quarto, em sequência, para elogiar e todas elas eram de Tracy, a roomate de Cindy que Ted nem mesmo imaginava que iria conhecer.

Um momento de Tracy que adoro é quando ela canta a música La Vie Em Rose tocando um ukelele, Ted acaba escutando mesmo sem a conhecer, pois estava na varanda bem ao lado e o Ted do Futuro (narrador) diz para as crianças que escutou muitas versões dessa música durante seus momentos com ela, mas que aquela versão, com certeza, era a preferida dele.

La vie en rose - cristin milioti from francisco chalen on Vimeo.


O POLÊMICO FINAL DE HOW I MET YOUR MOTHER


O final que dividiu os fãs e gerou polêmica.
Eu poderia fazer um post apenas sobre isso, mas envolve muito opinião pessoal então vou fazer de uma forma mais breve.
O que causou a polêmica: Ted não termina a série com "A Mãe", mas com Robin (pelo menos supostamente, é o que dá a entender).

Vou explicar: Foi revelado que Ted em 2030, na verdade, enquanto contava a história a seus filhos, Tracy já havia falecido há alguns anos, após contar a história toda, seus filhos disseram que na verdade a história se tratava de como Ted se apaixonou por Robin e sempre a amou mesmo depois de anos e o incentivaram a procurá-la, Ted então a procurou para ficar com ela.

OK! Agora analisando um pouco...
Robin e Barney estavam juntos no final e a última temporada inteira foi dedicada a narrar o casamento deles, na penúltima temporada Barney cria sua maior "cantada" que chamou de "The Robin" e fez coisas incríveis para finalmente a pedir em casamento, foi realmente bonito além de incrível de se ver que Barney realmente evoluiu e fez aquilo tudo por uma mulher.
A esse ponto, pelo menos eu com certeza outras pessoas, já haviam desencanado de Ted e Robin, até porque, eles haviam namorado durante uma temporada e perceberam que aquilo não dava certo, eles visivelmente não se completavam e não se entendiam como um casal, os dois concordaram em terminar.
Sinceramente, os roteiristas falharam feio em construir tudo isso para destruir tão abruptamente.
Reservaram tantos momentos bonitos de Barney e Robin, uma temporada inteira para seu casamento, mostraram a tamanha evolução de Barney, mostraram que Barney e Robin realmente dava certo, para depois, no último episódio... desmancharem tudo isso em alguns segundos?
A desconstrução do relacionamento foi muito grotesca e desleixada.



Além disso tem o "fator Tracy" que é muito importante na minha concepção.
Tracy, mesmo aparecendo apenas na última temporada, conseguiu me conquistar por completo. A pressão era grande, depois de oito temporadas de série uma "personagem nova" aparecer e "casar" tão bem com tudo. Na minha visão foi tudo perfeito, ela "casou", encaixou perfeitamente tanto com os amigos (Marshall, Lily, Robin e Barney) quanto com Ted, principalmente com Ted, claro!

Os dois se apaixonaram, depois de anos de uma busca que já parecia impossível, tantos desmanches e falhas com namoradas e até noiva, Ted finalmente encontra uma pessoa que dá certo e Tracy depois do falecimento de um antigo amor, achando que nunca conseguiria prosseguir sua vida, conseguiu se apaixonar novamente e ter dois filhos, construir uma família, amar.

Foi triste a morte de Tracy por adoecimento, realmente triste.
A série sempre teve seus momentos de "lições de vida" e essa foi mais uma lição que foi dada. Mas a questão não é a morte, mas depois de Ted encontrar um amor tão bonito, esse verdadeiro amor, seria muito coerente ele nem mais lembrar de Robin, levando em conta que até mesmo já teve um namoro com ela e que não deu nada certo.
Ted conheceu o verdadeiro amor com Tracy, a construção de uma vida ao lado de alguém que realmente encaixasse com seu jeito de ser, pensar ainda em Robin depois de tudo isso não me parece nada coerente.
É justamente esse o meu ponto de vista e isso que defendo.
Ok. Tudo bem, o muitos dirão é: Mas o amor não é coerente e Ted nunca foi muito coerente, era um idealista apaixonado.
Tudo bem, mas o que me deixa a concluir é que Ted e Robin não dão certo seja antes ou seja em 2030.

Mesmo a outra parte das pessoas, as que curtiram o final da série, dizendo que a série na realidade se trata sobre o amor de Ted por Robin, tendo ele contando aos seus filhos e eles o convencendo de que precisa prosseguir sua vida e procurar a "Tia Robin" novamente. 




O Final Alternativo de How I Met Your Mother


O box em DVD da série trouxe consigo um final alternativo para a série.
Nada exatamente "novo", mas um desfecho mais "feliz" e bem menos dramático ou polêmico.
Simplesmente uma configuração diferente nos cortes do desfecho, fazendo uma espécie de recapitulação de algumas imagens da série desde o início e terminando puramente com o momento que Ted Mosby conhece Tracy McConnell sob o guarda-chuva amarelo e finalizando com o narrador Ted dizendo: "And that, kids, it's how I met your mother" (E assim, crianças, foi Como Eu Conheci Sua Mãe).

Caso você queria assistir, está aqui abaixo.


Promo 04 from InSUBs Legendas on Vimeo.


Compartilhar no Google+
    Deixe seu Comentário
    Comentários Blogger

0 comentarios:

Postar um comentário