Blogroll

Blogger news

Blogger templates

Blogger templates

Tecnologia do Blogger.

Nav2 (Do not Edit Here)

Nav1 (Do not Edit Here)

Slider(Do Not Edit Here!)

Saudade Infinita Review #04 - Road Rash

Autor: Ricardo Oliveira

Olá galerinha do mal maligno, tudo de bem na vida de vocês? Espero que sim!
O post de hoje será a continuação da série do Saudade infinita, o review de games antigos que vocês adoram (ou não, dependendo do jogo XD), para quem não viu o último post, aqui está

Road Rash foi um dos únicos games que joguei para o Mega Drive (console também conhecido como Genesis nos EUA), desenvolvido pela Eletronic Arts (ou EA como muitos conhecem até hoje) em 1991, tenho vagas lembranças no console e muitas delas nos emuladores da época do Windows 98


História

Não há uma história de fato, o game aborda o mundo competitivo do racha entre motos na Califórnia (Estados Unidos), com alguns poucos diálogos entre as corridas abordando provocações ou dicas de determinados competidores









Jogabilidade

Grande ponto positivo e que trás coisas boas, a começar pelo fato de ser um dos primeiros games de corrida que possui um sistema vertical (ao contrário dos outros do gênero, que era horizontal na época), o que contribui para o "realismo" da parte jogável da coisa, mas o que queremos mesmo é usar os comandos de bater nos outros competidores para ganharmos posições, o mesmo acontece com nós, e temos a barra de energia da nossa moto que diminui a cada colisão (se encontra na parte de baixo da tela durante a corrida), acabando a nossa barra, a moto "quebra", para consertar, apenas pague o reparo com o dinheiro ganho nas corridas, caso não consiga pagar, é game over na certa. Ah sim, temos que desviar de alguns obstáculos dentro e fora da pista, como placas de sinalização e carros, além de fugir da policia que pode nos prender e perdermos a corrida (se formos pegos, pagaremos para voltar ao game, mesma coisa da moto quebrada). No final de cada corrida, aparece a posição dos três primeiros colocados e o dinheiro ganho, que pode ser usado para comprar outros tipos de motos, cada uma com diferentes características, como velocidade e controle da mesma



Gráfico/Som

Além do já citado sistema vertical de corrida, que proporciona realismo na parte gráfica também, temos um certo realismo de velocidade (só perde para o Top Gear do Super Nintendo na minha opinião). O que mais gostei da parte gráfica são os cenários, poucos mas que mesmo assim é ponto forte que ficou até em algumas continuações da série. Outra coisa que acho interessante colocar aqui é que na parte de baixo da tela (durante a corrida), há um velocímetro e retrovisores, além da informação de que colocação você está
O som do game é bom, apenas isso, comparado com outros games do console na época, poderia ser um pouco mais trabalhado, tem uma boa variedade de músicas para um console de 16 bits

Como sempre faço nessa série de posts, dou nota pela comparação com outros games da mesma geração, mesmo que esse game seja o primeiro da série no console, dou 3 infinitos, é um game bem feito acima de tudo, só ficou faltando um algo a mais, talvez por falta de opções mais diversificadas de motos e fases ou pela falta de alguma história (praticamente inexistente)

Nota: ∞ ∞ ∞ 

Vale a pena jogar Road Rash? Sim, pois ele foi único para a época, muito antes de jogos similares de corrida ilegal. Lembro de ver minha irmã jogando esse game quando eu não tinha nem 5 anos, antes de aprender a manusear um controle esse game já tinha feito parte da minha vida

Bem, esse foi mais um Saudade Infinita, comentem o que acharam desse post e faça um blogueiro feliz (ou não XD), aliás, vocês podem dar sugestões sobre posts do Saudade Infinita ou de outras áreas, isso ajuda em uma eventual crise de criatividade XD
Até a próxima =)

Autor: Ricardo Oliveira
Compartilhar no Google+
    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

2 comentarios:

  1. Era bom dmais esse game

    ResponderExcluir
  2. Sim, bem nostálgico, a maior diversão era jogar os pilotos nas placas hehehe

    ResponderExcluir