Blogroll

Blogger news

Blogger templates

Blogger templates

Tecnologia do Blogger.

Nav2 (Do not Edit Here)

Nav1 (Do not Edit Here)

Slider(Do Not Edit Here!)

Futebol nos Games #05 - Dominação

Autor: Ricardo Oliveira

Olá galerinha do mal maligno, tudo na santa paz na vida de vocês? Espero que sim =)
Então, esse é o último episódio da série do futebol no mundo dos games, procurei tratar um pouco sobre os principais (e também os que achei que deveriam constar) games do gênero, passamos pela era do Atari, o Nintendinho, o saudoso Super Nintendo e Mega Drive, além do Playstation, agora vamos a era 128 bits, bem, vamos lá!


FIFA 2001: Major League Soccer (2000 - Playstation 2)

Grandioso FIFA, dando continuidade para a série que se tornou famosa no 64 bits, foi desenvolvido pela Eletronic Arts (ou EA para os que gostam de siglas), possuía um motor gráfico novo para a série, e isso fez com que alguns dos times tivessem jogadores com rostos idênticos aos da época, além de coisas que deram um charme ao game, como a sombra do jogador, as preparações deles antes de cada partida, jogabilidade bem melhor que os antecessores (mesmo eu não me acostumando muito com a trajetória da bola e algumas jogadas, acho um pouco rápida demais) e menu dentro da partida bem fácil de entender. Esse game também possuía capacidade de jogar em servidores na internet, mas somente na versão lançada para PC





Pro Evolution Soccer 3 (2003 - Playstation 2)

Chamado de Winning Eleven 7 no Japão e desenvolvido pela Konami, é concorrente direto do FIFA, seguindo a mesma linha de chegar ao novo console até então com uma engine nova. A qualidade gráfica é bem parecida com a do FIFA, mas vence devido a ter uma quantidade alta de jogadores licenciados e a maioria terem rostos parecidos com a realidade (o que não significa que os clubes eram). A jogabilidade também é idêntica, inclusive na velocidade um pouco rápida dos jogadores (apesar da velocidade da bola ser quase ideal para uma partida real), mas não há uma interação muito boa com o "torcedor", como em comemorações por exemplo (achei meio mal feita). No total são 57 seleções e 62clubes (sendo 56 não licenciados)





FIFA Street (2005 - Playstation 2)

Pertencendo à mesma série FIFA da Eletronic Arts comentada antes, só que dessa vez é o futebol de rua, e com isso muda algumas regras, como o número de jogadores em cada equipe, sendo 4 na linha e 1 no gol, além das faltas não existirem, o que não implica em menos divertimento, aliás, para os fominhas é um prato cheio, pois diferentemente do FIFA, as jogadas individuais tem vez aqui, tem estrelas do futebol tradicional da época e alguns campos bem legais (incluindo um no Rio de Janeiro). Caso queira um real desafio, jogue com um amigo, pois contra a máquina é fácil demais de vencer (um dos poucos pontos negativos, mas bem importante para quem joga sozinho), mais uma coisa, não há muitos jogadores conhecidos, mas os que estão no game cumprem seu papel




Super Mario Strikers (2005 - Gamecube)

Agora imagina você, fã de games de futebol ou da série Mario, o que pensa quando esses dois "estilos" se juntam e dá em Strikers? Desenvolvido pela Next Level Games, é um Mario de futebol de fato, mas é mais para a galerinha dos games casuais. Há poderes normais (semelhante aos da série Mario Kart) e também tem os especiais chamados de "Super Strike" de cada personagem que torna o game bem frenético (sim casual e frenético na mesma descrição XD), além disso, não tem muitas regras a serem seguidas, é pegar e jogar (digo apertar freneticamente no botão de chute) batendo em todos os inimigos, pois não há juíz. É aquela coisa que falei bem de leve no post da era 16 bits, você joga mais pela experiência de ter uma série se aventurando em um tipo de jogo totalmente diferente




Como vocês podem perceber, o Playstation 2 domina porque possui melhor qualidade gráfica, não que os consoles da Nintendo e Sega não poderiam, mas a Sega possuía um videogame caro e com poucos títulos expressivos, e a Nintendo tem uma política meio fechada com games desenvolvidos por third party (produzidos por empresas terceiras, como a Eletronic Arts), além de ser um console "não tão potente", o que tem uma necessidade de adaptações de games do Playstation 2 para o Gamecube

Mas o que importa é pegar seu velho console guardado no canto do armário, plugar na tomada e se divertir, tudo é uma questão de qual game você se identifica melhor!
Até a próxima!

Autor: Ricardo Oliveira
Compartilhar no Google+
    Deixe seu Comentário
    Comentários Blogger

0 comentarios:

Postar um comentário