Blogroll

Blogger news

Blogger templates

Blogger templates

Tecnologia do Blogger.

Nav2 (Do not Edit Here)

Nav1 (Do not Edit Here)

Slider(Do Not Edit Here!)

O que achei de: Divergente, O Espetacular Homem-Aranha 2 e Capitão América 2

O que achei de:
Divergente;
O Espetacular Homem-Aranha 2;
Capitão América 2
Autor: Brunno Quaresma

E aí galera. Curtindo o feriado?
Bem, esses dias assisti uns filmes no cinema e vou contar o que achei deles, minhas impressões e opiniões.

[Esse é o último final de semana para participar do nosso concurso no Facebook, antes de começar a ler, participa lá!]

Tentarei comentar de uma maneira que não conte ou revele partes importantes ou sobre o desfecho da trama. Portanto, quando houver alguma parte que eu considere algo assim, o trecho ficará entre duas palavras SPOILER e ficará escondido. Para ler, basta arrastar o cursor do seu mouse na frase e selecioná-la. Ficará desta forma:
SPOILER o momento em que o protagonista morre foi chocante (exemplo) SPOILER
Beleza? Então vamos que vamos! 

DIVERGENTE

Basicamente eu iria ver outro filme, mas a sessão que eu ia estava esgotada e como a menina que foi comigo estava com horário, assistimos outro filme: Divergente.
Eu imaginei que seria mais um filme ruinzinho da vida, mas até que curti bastante. Não sei se foi o fato de ter colocado expectativa zero ou se ele é REALMENTE bom.
É inevitável não lembrar Jogos Vorazes ao ver este filme.
Depois de tê-lo visto, postei sobre ele na internet e conversando com uns amigos descobri que alguns estavam curiosos em saber se o filme é mesmo bom ou se é uma cópia barata de Hunger Games (Jogos Vorazes).
Eu diria que não. Não sou nenhum fã nem de um e nem de outro. Talvez por não ser parcial, seja uma opinião válida no quesito comparação.  Sem visões ou conhecimentos profundos sobre os dois, mas em uma visão geral e superficial eu os considero diferentes, apesar de parecidos.
Toda a questão de Nova Mundial, divisão em facções (em Divergente) e em distritos (em Jogos Vorazes), protagonistas femininos. Tudo isso leva às comparações.

Em Divergente temos cinco facções. Beatrice ao completar 16 se depara em uma situação difícil, pois precisa decidir ficar em sua facção ou mudar. Ela decide por mudar para a facção Audácia e lá ela passa por treinamentos, testes e desafios em que terá que se fortalecer para continuar, correndo o risco de perder e se tornar uma Sem Facção.
Resumindo, o que eu digo é, se você curtiu Jogos Vorazes e curtiu, ou mesmo se não assistiu, assista Divergente. Eu gostei. Espero que você também goste. 


O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro

O Spidey está de volta! (pra quem não sabe, é um de seus apelidos dos quadrinhos, obviamente que no original, em inglês)
Como o Aranha é meu super-herói preferido, sou suspeito para falar, mas deixando o favoritismo de lado, vamos lá.
Li um texto da Rolling Stone que está muito mais pra crítica negativa (eu não disse totalmente, mas dá uma boa detonadinha haha) e também alguns comentários de fãs (criticando, defendendo, analisando, balanceando).
Podemos dividir BASICAMENTE esta análise em três quesitos: Relação entre Peter e Gwen; Vilões do Filme; Coerência. 

Coerência (Intercalações)
O filme realmente intercala bastante entre situações. Por exemplo: Situações pacíficas, situações sérias, situação calma, situação de combate.
Mas não achei algo cansativo, achei até interessante essas intercalações de tramas e núcleos, lembrou uma “novela rápida”.


Relação entre Peter e Gwen
O filme criou um laço com o final do primeiro filme em que Peter prometeu ao pai de Gwen não envolvê-la mais em perigo, ou seja, precisaria afastá-la do Homem-Aranha. Neste atual filme ele tem que lhe dar com esse dilema: cumprir sua promessa ou continuar com a pessoa que ama.
Particularmente, prefiro a Gwen Stacy. Ela dá incrivelmente certo com Peter, seus pensamentos convergem e ela sempre o ajuda muito, tanto como herói tanto como pessoa.
Aqui é bem válida a frase do "por trás de um super-herói existe sempre uma grande namorada" (ou algo do tipo! haha)
Talvez você não saiba, mas os atores Adrew Garfield (Peter Parker) e Emma Stone (Gwen Stacy) namoram na vida real, o que oferece uma incrível química aos papéis. Mas é inegável que o filme foca bastante no relacionamento. O que pode ser bom para alguns, ruim para outros, péssimo para alguns, ótimo para outros.
SPOILER só foi bem triste o momento em que Gwen morre, mas isso era esperado, levando em conta os quadrinhos. Isso vem a entrar no processo de amadurecimento de Peter para conseguir lhe dar com muitos inimigos, vilões mais forte que ele e tudo isso, agora, sozinho SPOILER


Coerência (Quadrinhos)

E por aí uma coisa que eu li bastante: este Homem-Aranha está muito mais fiel às HQs (histórias em quadrinho), mas claro que é uma adaptação cinematográfica e dificilmente é idêntico.
Vale destacar que nos quadrinhos existem a versão principal (série clássica) e realidades alternativas: 2099, Dinastia M, 1602, MC2, Universo Ultimate (a primeira trilogia de filmes foi mais baseada neste tal Peter nerd que já começa namorando Mary Jane e só encontraria Gwen depois, uma Gwen revoltada que o namoraria brevemente).



VILÕES
Antes de assistir ao filme eu li que haveriam três vilões: Electro, Duende Verde e Rhino.
Logo imaginei que a ordem de aparecimento e importância seria: Rhino, Duende Verde e Electro (pois seu nome está no título). Mas esse pensamento foi bem quebrado ao assistir.
Terei que concordar um pouquinho com o escritor da Rolling Stone na parte que se diz: O filme gasta um considerável tempo para a construção do vilão Electro, mas isso acaba se perdendo ao longo do filme, principalmente com o
aparecimento de Harry Osborn (amigo de Peter Parker) SPOILER (que se transforma em Duende Verde)  SPOILER (esta parte não é lá um spoiler, mas na dúvida vou deixá-la assim, para algum desinformado que não queira estragar a "surpresa")
Achei que o vilão Duende Verde poderia aparecer e perturbar mais (se bem que, apesar de uma luta breve, o estrago que fez já foi mais que suficiente...) e o filme indica que ele vai perturbar mais na próxima sequência, além de outros vilões (isso foi algo legal).
O Rhino... o que foi aquilo? Era uma máquina/armadura. Eu gosto do Rhino dos quadrinhos e jogos... mas beleza! Rhino teve uma aparição breve um tanto quanto decepcionante por um lado, mas podemos relevar, levando em conta que sua aparição foi uma deixa para a próxima sequência.



Capitão América 2: O Soldado Invernal

Vou ser breve também.
Apenas as opiniões. 
Gostei do filme principalmente pelo fato que o Capitão América mostra que é um super-herói e que tem atitude.
Fiquei decepcionado com a “babação de ovo” em cima do Homem de Ferro que torna qualquer outro perto dele um babaca. Não foi diferente com o Capitão América em Os Vingadores. Não estou dizendo que não gosto do Homem de Ferro/Tony Stark, mas acho que não deveriam ter apagado tanto o Capitão América no filme dos Vingadores.
Em Capitão América 2: O Soldado Invernal, Steve Rogers está na área. O filme tem bastante ação e gostei das perseguições dos inimigos. Eles iam com tudo. Pra matar! Pois em certos filmes os inimigos parecem uns babacas atacando os mocinhos.
Gostei da ligação com o primeiro filme. Mesmo em tempos diferentes, existem muitas conexões assim como a Hidra SPOILER infiltrada na SHIELD SPOILER.
A delicinha da Viúva Negra também está aqui e aparece bastante. Seu charme, inteligência, perspicácia e técnica de luta só não superam as da Mulher-Gato (de Batman) em minha opinião.

Resumindo, este é um ótimo filme. Assista!



É isso aí.
Essas foram as impressões e opiniões sobre três filmes.
Espero que tenha gostado.
Abraço!

Compartilhar no Google+
    Deixe seu Comentário
    Comentários Blogger

0 comentarios:

Postar um comentário