Blogroll

Blogger news

Blogger templates

Blogger templates

Tecnologia do Blogger.

Nav2 (Do not Edit Here)

Nav1 (Do not Edit Here)

Slider(Do Not Edit Here!)

POR DENTRO DA SERIE – FRINGE

 Autor: Nich Calixto
POR DENTRO DA SERIE – FRINGE

Hello Infiniteiros, tudo certo?
Você acredita em universos paralelos? Até que ponto você acha que a ciência conseguiu/conseguirá chegar?
A série que vou falar hoje, com certeza, vai criar mais perguntas como estas e fazer você pensar de uma maneira diferente sobre ficção e realidade.

Em 9 de setembro de 2008, ia ao ar o episódio piloto de uma série que mistura Arquivo X com The Twilight Zone. O criador da série é, nada mais e nada menos que J.J. Abrams (sim, o mesmo criador de Lost e Alias).

Fringe (ou Fronteiras, no Brasil), começa com uma simples agente do FBI, investigando um caso onde os passageiros de um voo derreteram em pleno ar (e você ai reclamando do calor dentro do ônibus). Olivia Dunham (Anna Torv), vai à procura de informações para resolver este caso intrigante mas, como nem tudo são flores, a ajuda de que Olivia precisa é o famoso cientista (meio pirado), Walter Bishop (John Noble), que está internado em uma clinica psiquiátrica.
Para retirar Walter da clinica, ‘Olive’ sai em busca do filho do cientista, Peter Bishop (Joshua Jackson). Alguns problemas surgem, porém, os três conseguem “resolver” o misterioso caso do Voo 627 e acabam formando a “Divisão Fringe”, contando com o Chefe do Departamento, Phillip Broyles (Lance Reddick) e a Agente Junior, Astrid Farnsworth (Jesika Nicole).

A primeira temporada tem uma parte focada em casos quase que inexplicáveis e outra parte focada no mistério que envolve a agente Dunham na maioria dos casos.
Com o decorrer da série, as respostas vão aparecendo e os casos se encaixando, porém, mais mistérios vão aparecendo como os Observadores, o Universo paralelo e o grande mistério de Peter Bishop que é o foco principal da série.

Na série, há vários códigos, também chamados de glifos, que não alteram a mitologia da série, porém, segundo o Abrams, eles "tem um significado secreto", e cada episódio tem uma série de glifos que são mostrados durante os intervalos comerciais, que quando decodificados formam uma palavra que tem a ver com o tema do episódio.

Esses códigos são imagens que aparentam algo estranho e sobrenatural, assim como a própria série. Eles são:

  • Uma forma do rosto de uma mulher em fumaça
  • Uma série de números na cauda de um lagarto, além da letra grega Phi e da sequência de Fibonacci em espiral.
  • Fetos no lugar de sementes em uma maçã
  • Uma mão de seis dedos
  • A letra grega Phi nas costas de um sapo
  • Uma asa de uma libélula no lugar de petálas em uma flor
  • Um cavalo-marinho com a sequência de Fibonacci em seu corpo
  • Uma borboleta com asas feitas de ossos humanos
  • Uma folha com a letra grega delta desenhada, além de haver uma diferença de tamanho entre a ponta da folha e o resto da mesma, sugerindo que cada parte da folha seja de diferentes universos.
  • Em quase todos os posters da primeira temporada, há pontos amarelos, que ajudam a decodificar a mensagem secreta de cada episódio.


Apesar desses códigos não alterarem a história, eles aparecem em vários episódios na série, como, por exemplo, no episódio da segunda temporada "Johari Window", na qual uma borboleta foi essencial para a resolução do caso, ou no episódio "The Bishop Revival", na qual há uma forma de um cavalo-marinho numa linhagem de DNA. No episódio "Jacksonville", na cena em que Walter explica para Olivia como a droga cortexiphan funciona, todos os glifos podem ser vistos atrás de Walter.


Ficha Técnica:
Status: Finalizada
Temporadas: 5
Exibição: A série era exibida pela Fox (EUA), Warner Bros. (Brasil) e pelo SBT (Tv Aberta).
Top 5 Melhores Episódios:
1º - The Day We Died – Episódio 22 da Temporada 3
2º - There’s More Than One Of Everything – Episódio 20 da Temporada 1
3º - Entrada – Episódio 8 da Temporada 3
4º - Letters Of Transit – Episódio 19 da Temporada 4
5º - The Last Sam Weiss – Episódio 21 da Temporada 3

Algumas premiações:
- Anna Torv ganhou o prêmio de "Melhor Atriz" no Saturn Award em 2010 e 2011.
- A série ganhou o People's Choice Awards na categoria "Série de Sci-fi/Fantasia Favorita" em 2011.
- John Noble ganhou o Critics' Choice Television Award na categoria "Melhor Ator Coadjuvante em Série de Drama" em 2011.
- A série ganhou o Saturn Award na categoria "Melhor Série de TV Aberta" em 2011.
- John Noble ganhou o prêmio de "Melhor Ator Coadjuvante" no Saturn Award em 2011.


Essa série eu super recomendo pra quem gosta de Sci-Fi, Investigação e Suspense!!
Vou ficando por aqui, se você quiser saber mais sobre alguma série só nos enviar o pedido.

Abraços e até semana que vem! =P


 Autor: Nich Calixto


Compartilhar no Google+
    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

2 comentarios:

  1. Amo muito, deixou saudades.

    Melhor episódio pra mim é "White Tulip", sem dúvidas.

    ResponderExcluir
  2. Tô revendo pela terceira vez... Nem preciso dizer mais nada...

    ResponderExcluir