Blogroll

Blogger news

Blogger templates

Blogger templates

Tecnologia do Blogger.

Nav2 (Do not Edit Here)

Nav1 (Do not Edit Here)

Slider(Do Not Edit Here!)

Livros Infinita: Sangue Quente

Autora: Nikki Merin
Sangue Quente – Isaac Marion

Olá galerinha!
A indicação de hoje é o livro Sangue Quente, do autor Isaac Marion, que, diga-se de passagem, é um novato no ramo literário. Este é o seu primeiro romance, e espero que venham muitos a partir de agora.
Outra conquista do autor é que, recentemente, o filme baseado em seu livro foi lançado, com o nome de Meu namorado é um zumbi.
     

R é um zumbi diferente, digamos que até um pouco sensível, que vive em um aeroporto com vários outros zumbis, inclusive seu amigo M. Quando um zumbi come cérebro, flashes da memória do morto surgem na cabeça dele trazendo lembranças.
Em uma caçada rotineira, R encontra-se com Perry, e come seu cérebro. 
Ele tem lembranças tão fortes com Julie, a namorada de Perry, coisa que nunca tinha acontecido antes, que resolve protegê-la. Ele a leva para o aeroporto, cercado de zumbis, disfarçando o cheiro dela, e a esconde dentro de uma aeronave. Até a hora em que ela decidiu voltar para a casa, e então começa a jornada de R para viver seu amor.
O livro desenrola-se na aproximação dos dois, e nessa convivência nada habitual. Só que algo começa a mudar, R começa a se transformar em vivo novamente, e mais tarde alguns outros zumbis também sofrem uma mudança. Será que eles estão se curando mesmo ou é só uma esperança tola? Será que o mundo vai voltar a ser como era antes? Eu espero que não, é o que nos faz refletir o autor.

 

Tenho que dizer que esse livro superou todas as minhas expectativas, e me surpreendeu muito o enredo que gira em volta do casal. Não esperava uma história que me fizesse refletir tanto sobre os problemas causados pela humanidade, sobre o modo de vida das pessoas.
Pra falar a verdade eu esperava um romance aguado e açucarado, já que isso virou moda e alguns best-sellers famosos por aí. Confesso que já comecei a ler pensando nisso, mas Marion me pegou desprevenida quando começou a expor as inversões de valores, a perda da humanidade e o mundo fatalista em que vivemos.
O livro traz uma mensagem filosófica, e às vezes até um pouco utópica, de que nós seres humanos ainda temos chance de arrumar os nossos erros e a sociedade como ela se encontra. Ele faz com que os leitores reflitam quem foi que causou a destruição do homem. Não foi ele mesmo? E que não precisamos de um apocalipse zumbi para as pessoas pensarem na própria sobrevivência, pois não é isso que a sociedade está fazendo? Não é isso que a sociedade está se tornando, em frígida e egoísta.
A obra é simplesmente uma crítica ao mundo em que vivemos, e ao modo em que vivemos. Aborda a linha tênue entre estar vivo, mas estar morto. Afinal o que é que nos torna vivos? Não é viver? Ou é apenas sobreviver?

Aproveitem o livro, pois vale cada palavra escrita, e receba-o de mente aberta. Reflita, pense, critique, aprenda e mude algo.
Essa foi à dica de hoje, até a próxima.
Autora: Nikki Merin
Compartilhar no Google+
    Deixe seu Comentário
    Comentários Blogger

0 comentarios:

Postar um comentário