Blogroll

Blogger news

Blogger templates

Blogger templates

Tecnologia do Blogger.

Nav2 (Do not Edit Here)

Nav1 (Do not Edit Here)

Slider(Do Not Edit Here!)

O ultimo voo do Marginal Alado


Autora: Carol Santos
O último voo do Marginal Alado
“Ainda me lembro bem, daquela quinta-feira” o céu da nossa Santos amanheceu cinza, ele sabia, era nosso ultimo encontro.
“Eu ouvi dizer que só era triste quem queria”, mas hoje trocamos de lugar e, Chorões éramos todos. Chorávamos enquanto você voava para longe.
 “Eu segurei minhas lágrimas
Pois não queria demonstrar a emoção
Já que estava ali só pra observar
E aprender um pouco mais sobre a percepção”
 “Como pode tudo mudar?”. Acordar,  vestir luto e ir te encontrar, mas desta  você não estava cantando, nem dizendo coisas boas. Não podemos ver teu rosto, nem apertar sua mão. Além da cerca que nos separava, os gritos de alegria se transformaram em silêncio e choros sufocados.

“Ah! Se eu pudesse estar em paz
Me livrar do pesadelo de vê-lo nesse estado
E não poder ajudá-lo, não
Mas triste é não poder mudar...”
“Lidei com coisas que jamais entenderei”. A dor que se instalou em nossos corações na madrugada anterior só aumentava a cada minuto. “Corpos livres, mentes perdidas” , alunos de toda a universidade sentiam o desejo de passar mais um momento contigo, mesmo breve, mesmo que somente durante o intervalo entre as aulas deste dia.

“Você deixou saudades” , deixou lições de vida, deixou um legado.

“Amanhã posso chorar por não poder te ver”
Marginal Alado. Seu maior desejo “Liberdade” , liberdade de poder voar e tocar o céu. O “Céu Azul” de Santos.  Levantou voo, “Tudo é simples e calmo visto de cima
O mundo é grande, mas é só uma ilha.”, continuou a voar
  e chegou bem alto, e não parou até “descobri que azul é a cor da parede da casa de Deus”. Por lá quis ficar, pois encontrou o que mais almejava  “Liberdade acima de tudo”.
Com muita emoção e com o coração destroçado, me despedi hoje de ti. A cada vez que olhar para o céu azul, o mar de Santos, Quebra Mar, o skate, violão, o Rolê, verei o brilho da cidade que nos encanta e  “Este brilho intenso me lembra você” e sempre lembrará.
“Dias difíceis passaram por mim” verdadeiros “Dias de Luta”.“Só os loucos sabem” que “Só o que é bom dura tempo bastante pra se tornar inesquecível “ e que “Só o amor constrói pontes indestrutíveis”.
Autora: Carol Santos
Compartilhar no Google+
    Deixe seu Comentário
    Comentários Blogger

0 comentarios:

Postar um comentário