Blogroll

Blogger news

Blogger templates

Blogger templates

Tecnologia do Blogger.

Nav2 (Do not Edit Here)

Nav1 (Do not Edit Here)

Slider(Do Not Edit Here!)

Muito mais que espetacular, a estreia de Homem-Aranha foi estrondosa

Autores: Luan de Bortoli  Brunno Quaresma  
Tem virado rotina, algo bem costumeiro mesmo, a refilmagem de filmes e, mais que isso, pegar carona no sucesso de heróis e contar a história deles desde o início. Entretanto, nem todos sabem que uns são REMAKES e outros REBOOTS.
De um jeito ou de outro, seria equívoco negar que, essa caroninha, também é uma forma de garantir sucesso para o estúdio, para a produtora e, mais que isso, garantir um gordo retorno financeiro.
    
E o mais recente deste filão de regravações é o Homem-Aranha. A Sony Pictures é a responsável pela produção de O Espetacular Homem-Aranha, o quarto filme do herói, que não tem nehuma ligação com os outros três filmes "anteriores" de Homem-Aranha. A crítica recebeu o filme muito bem.
Reboot (reiniciar) é diferente de Remake (refazer). Um ótimo exemplo de Remake é A Fantástica Fábrica de Chocolate do Tim Burton, refeita com base no filme de 1971. Ou seja, foi uma regravação do filme, com outro elenco e algumas mudanças básicas, mas sem mudar os rumos da história. Um exemplo de Reboot é o Batman Begins. Reboot é quando retorna-se às origens, com outro elenco e a história tomando rumos diferentes, apesar de geralmente possuir a mesma origem/história-raiz. No caso de O Espetacular Homem Aranha, será um filme muito mais baseado nos HQs (histórias em quadrinhos).
Mais que a crítica, quem aprovou o filme foi o público. Nos Estado Unidos, em um dia, o da estreia, o filme arrecadou cerca de 35 milhões de dólares, e a cifra não para de aumentar. Foi considerada a maior estreia de todos os tempos em uma terça-feira. Mais do que o título do filme diz, não foi apenas espetacular, foi um lançamento estrondoso, dizem especialista e público.
 
Gwen Stacy é o porto-seguro de Peter Parker.
Dando força e confiança ao herói.
O filme pretende se preocupar mais com a apresentação do PERSONAGEM do que com a própria história que, convenhamos, já conhecemos bem.

Peter Parker que é um garoto tímido, estudioso e nerd torna-se um super-herói. É depois disso que a mudança torna-se mais clara. 

O Homem-Aranha das histórias em quadrinho é muito mais excêntrico, carismático e sarcástico, sempre zombando seus inimigos. É bem do tipo que perde o amigo, mas não perde a piada. Algo muito bom nos tempos de hoje. Nada melhor que uma mensagem nos dizendo que é possível, sim, fazer a coisa certa sem perder o bom humor. Nada melhor do que nosso querido Homem-Aranha pra nos dizer isso, o super-herói mais humano.
E depois dessa grande estréia, a Sony já anunciou que essa é apenas o primeiro filme de uma trilogia que o estúdio vai lançar. Os bons números incentivaram a ideia de avançar na produção das produções. Ou seja, mais dois filmes do homem que foi picado por uma aranha irão ser produzidos. A trilogia pretende contar como a jornada do herói foi moldada após a morte dos pais.

No Brasil, a estreia ocorre hoje. Depois de tanta recomendação, você não vai perder, não é? 

Dani Potter , nossa colunista, inclusive comentou ontem sobre a super produção. Mais detalhes da história você encontra clicando aqui
Com informações de Veja.com e G1.com.br.

Autores: Luan de Bortoli  Brunno Quaresma   
 
Compartilhar no Google+
    Deixe seu Comentário
    Comentários Blogger

0 comentarios:

Postar um comentário