Blogroll

Blogger news

Blogger templates

Blogger templates

Tecnologia do Blogger.

Nav2 (Do not Edit Here)

Nav1 (Do not Edit Here)

Slider(Do Not Edit Here!)

ANATEL e as Telefonias Moveis do Pais

Autor: Luan de Bortoli 
É o assunto das rodas desde a última quarta-feira. Muitas são as opiniões e as críticas. Grande parte dos brasileiros vê como justiça. Mas é fato que a polêmica vai ter ainda muitos desdobramentos e vai gerar muitos comentários. E como não poderia deixar de ser, o Infinita fala, hoje, do caso das telefonias móveis do país.

Vamos procurar esclarecer alguns detalhes de toda esta situação. A partir de amanhã, segunda-feira, a Agência Nacional de Telecomunicações, a Anatel, proíbe a venda de novas contas telefônicas das empresas Claro, Oi e Tim. A notícia pegou o Brasil de surpresa e grande parte dos brasileiros comemoraram a informação, já que é uma primeira medida para reparar tantos problemas na qualidade de sinal destas empresas.

Vale ressaltar que:

Primeiro: em decisão tomada pela própria Anatel, cada um dos estados terá apenas uma empresa proibida de vender pacotes. E a decisão de que empresa ficaria sob "pena" em cada unidade federativa foi feita a partir da análise dos pedidos e reclamações por parte dos clientes nos órgãos reguladores. Os indicadores foram colhidos entre janeiro de 2011 e junho deste ano.

Segundo: a Anatel não impediu as vendas sem objetivo. Ela pede para que as empresas, num prazo de 30 dias, apresentem um novo projeto de reestruturação de serviços que atinjam as necessidade e regras da Agência Nacional. Serão exigidas soluções para a baixa qualidade da rede, interrupção de chamadas, o alto número de ligações não-completadas e insucesso no atendimento de call center. Se as condições forem consideradas satisfatórias, a Anatel poderá autorizar a retomada da venda de novas linhasEm caso de descumprimento da proibição, as empresas receberão multa de 200.000 reais por dia.

Terceiro: Vivo, Sercomtel e CTBC não foram notificadas e poderão vender planos normalmente. Entretanto, estas empresas também terão de apresentar plano de investimento dentro de 30 dias. Se não o fizerem, podem ter o mesmo destino de TIM, Claro e Oi.
A agência reguladora não comentou diretamente os planos de chamadas ilimitadas adotados por algumas operadoras, destacadamente a TIM, e que, segundo analistas, explicam parte dos problemas do segmento por causarem sobrecarga de tráfego. Para a Anatel, o mercado ganha com a competição, e incentiva o oferecimento de serviços e promoções, desde que a empresa consiga sustentar. A Agência lembra que não só os pacotes ilimitados colaboraram para este quadro. Também foi decisiva a rápida popularização dos smartphones e tablets.

De acordo com os dados do Procon de São Paulo, Claro, Oi e Tim são as empresas que mais são alvos de reclamações. As ações das empresas, na bolsa de valores, têm sofrido quedas.

Acompanhe aqui os próximos capítulos desse caso polêmico. A Infinita, claro, está do lado do consumidor e espera que as empresas, de uma vez por todas, tomem alguma decisão e apresentem bons projetos e, quiçá, sejam exemplos para telefonias móveis de fora do país. E de quebra, deixa a contribuição: que da próxima, empresas de internet entrem nessa, afinal, os serviços de internet, no país, beiram o ridículo.

Deixe o seu comentário ou relato de problema enfrentando tanto com celulares, quanto com internet.

Com informações de Veja.com.
Autor: Luan de Bortoli 

Compartilhar no Google+
    Deixe seu Comentário
    Comentários Blogger

0 comentarios:

Postar um comentário